sábado, 16 de janeiro de 2016

CREATINA Em qual momento devo tomar?



A creatina é um composto de aminoácidos presente nas fibras musculares e no cérebro.   
A creatina foi descoberta em 1832 pelo cientista francês Michael Eugene Chevreul, que extraiu este constituinte orgânico da carne. Em 1947, Justus Von Liebig, cientista alemão, confirmou que a creatina era um constituinte regular da carne animal e relatou um maior conteúdo dessa substância em animais selvagens quando comparados a animais de cativeiro e fisicamente menos ativos. Justus von Liebig, começou a promovê-la como substância importante para aumento de força em trabalhos físicos.
É sintetizado pelo nosso organismo mais especificamente pelos rins, fígado e pâncreas e armazenado nos músculos. 
As fontes alimentares de creatina são as carnes, tanto bovina quanto de peixe e de frango, outra forma de introduzir a creatina é através da suplementação.


"A creatina é produzida em nosso organismo a partir da reação entre arginina e glicina, produzindo o metil guanidina que é o metilado para produzir a creatina. Logo a produção de creatina depende da metilação, que depende da presença de vitamina B12, riboflavina e ácido fólico. A creatina pode ser ingerida na dieta e está presente em proteínas animais. O legal da creatina é que nas reações de transferência de energia, a creatina é o fio condutor de energia do sítio onde é gerado o ATP até o sítio onde a energia é requirida. Sem creatina ou em baixo teor de creatina, o transporte de energia é penalizado e temos o que podemos chamar de crise de energia. As vezes voce tem isso em sua casa. A energia é gerada na usina e deve ser levada até a sua casa, quando há problemas na condução da energia (apagões), ficamos sem energia, o mesmo raciocínio pode ser usado para a falta de creatina em nosso corpo." (Henry Okigami)

Uma pessoa com uma dieta equilibrada, ingere aproximadamente 1 grama de creatina, e uma quantidade similar é produzida pelo fígado para atingir as necessidades diárias. 


Objetivo da suplementação: para aumentar a força para exercícios de alta intensidade e de curta duração. 

Vantagens para os praticantes de musculação
A creatina promove uma hidratação intra-celular, faz com que os músculos absorvam grande parte dos líquidos ingeridos para dentro da célula muscular, com isso percebe-se um aumento no volume e, com o aumento de força, promove maior empenho do praticante de musculação, consequentemente, melhora a performance e os resultados.

A indicação profissional é de:
- A cada 4 semanas do uso suplementar, faça uma pausa de 30 dias, para que não afete a produção natural da creatina;
- Ingerir de 3 a 5 gramas por dia de creatina micronizada (depende do nível do atleta), juntamente com carboidrato, para que haja uma melhor absorção da mesma.



Os profissionais avaliam de forma personalizada, o momento ideal para introduzir a creatina no praticante/atleta de esportes, mas na maioria dos casos, é indicado na fase de cutting, auxiliando na menor perda de massa muscular e evitando ao máximo a diminuição de desempenho.

Como eu disse: Procurar um profissional, é a forma mais assertiva para saber o SEU melhor momento de introduzi-la.


"Não existem estudos publicados que comprovem a associação da suplementação da creatina com danos renais e/ou hepáticos ou ainda cãibras musculares. O que é consenso é que pessoas que já possuem desordens funcionais nos rins, no fígado e no coração, não podem fazer uso desse suplemento sem acompanhamento com nutricionista ou com médico." 
(Nutricionista Vanessa Lobato)

Há diversas fábricas que produzem o suplemento, creatina, tanto nacionais como importadas. A verdade: Assim como existe diferença entre um champanhe de R$100,00 e um de R$15,00, existe diferença entre creatina de alta qualidade e creatinas de qualidade inferior. Tradicionalmente, creatina vinda da China tem menos qualidade e mais contaminantes como creatinina e sódio. A creatina da Alemanha, com o selo Creapure®, é sem dúvidas, um produto mais puro. Exija o selo Creapure® para garantir a qualidade do produto que você consome. 
A empresa que divulga o selo de qualidade
mostra que a sua creatina se diferencia, em qualidade.

Há muitas marcas nacionais que comercializam a creatina com o selo Creapure®.
Vale a pena pesquisar.

Fontes:
www.vanessalobato.com/2009/08/creatina.html
www.universalnutrition.com.br/blog/index.php/2010/07/02/creatina-mitos-e-verdades/
www.efdeportes.com/efd60/creatina.htm

2 comentários:

  1. Ótimo post Wal, eu sempre busco orientação do profissional, principalmente para suplementar, mas a Creatina eu dei um deslize e tomei por conta própria, misturava uma dose no Whey todos os dias em que malhava, 4 vezes por semana.

    Passei muito mal. Agora sempre prestarei atenção nisso.

    Beijinhos linda.
    Jeito de Ser Você

    ResponderExcluir
  2. Oie Wal muito boa sua matéria eu não conhecia a creatina e nem sabia em que momento tomar rs... é sempre om vim aqui e ficar atualizada.
    Beijos
    Blog|Canal

    ResponderExcluir

Se você pode sonhar, você pode fazer. "Walt Disney"

Voltar ao Topo da Página